UA-138745886-1 Nobel 2018 - alternativo

Nobel 2018 - alternativo

January 5, 2019

No início de maio, com a polêmica do escândalo da Academia Sueca, o prêmio literário mais prestigiado do mundo foi cancelado indefinidamente. Em protesto, um grupo com mais de uma centena de suecos decidiu criar uma versão do prêmio através de uma Nova Academia. Bom, segundo este grupo, o vencedor do prêmio seria 
 
JAVIER MARÍAS - Nasceu a 20 de setembro de 1951, em Madrid, mas viveu grande parte da infância nos Estados Unidos, para onde a família se mudou a fim de escapar à ditadura de Franco. Tanto o pai como a mãe eram professores e escritores. O bichinho das letras estava-lhe, por isso, no sangue, e ainda antes de completar 20 anos já tinha publicado o seu primeiro livro.

Foi, no entanto, enquanto tradutor que começou por se destacar, recebendo inclusive um prêmio pela tradução de A Vida e Opiniões de Tristram Shandy. Seguiram-se muitos outros, mas todos pelo talento enquanto escritor, destacando-se o International Dublin Literary Award por Coração tão Branco.

Noutro dos seus romances, Todas las Almas, contou a história (verídica) do reino de Redonda, uma micronação perto de Antígua e Barbuda. Foi posteriormente contactado pelo soberano local que se disse cansado de ser rei e lhe ofereceu o título.

Javier Marías tornou-se desta forma rei de Redonda, tendo desde então conferido vários títulos a personalidades que admira –António Lobo Antunes, por exemplo, foi indicado Duque de Crocodilos – e instaurado inclusive um prêmio literário.

 

Please reload